Blog

O que é a síndrome do olho seco?

28/04/2020

A síndrome do olho seco ocorre quando a diminuição da produção de lágrimas ou as anormalidades do filme lacrimal não permitem uma lubrificação adequada da superfície do olho. Embora a síndrome do olho seco possa ocorrer em homens e mulheres em qualquer idade, as mulheres são mais frequentemente afetadas.

Quais são os sintomas?

Olhos secos criam sintomas diferentes para cada indivíduo. Se você estiver tendo algum dos seguintes sintomas, não deixe de consultar seu oftalmologista mais rápido possível para fazer um exame completo:

  • Vermelhidão e dor nos olhos;
  • Pálpebras pesadas;
  • Lentes de contato desconfortáveis;
  • Ardor ou ardência nos olhos;
  • Incapacidade de chorar mesmo quando estressado emocionalmente;
  • Fadiga;
  • Períodos de lágrimas excessivas após um episódio de olho seco;
  • Momentos de visão turva;
  • Diminuição do conforto na leitura, permanecendo em frente ao computador e qualquer atividade que exija atenção visual prolongada.

Causas

Olhos secos podem ser temporários ou crônicos, dependendo da causa. Aqui estão as causas e fatores de risco mais comuns:

  • Medicamentos comuns, como anti-histamínicos, tranquilizantes, descongestionantes nasais e pílulas anticoncepcionais;
  • Alergias associadas a olhos secos;
  • Remédios homeopáticos;
  • Uso prolongado das lentes de contato;
  • Ceratite, uma condição na qual os olhos não fecham completamente durante o sono;
  • Doenças do sistema imunológico, como lúpus e artrite reumatoide;
  • Longas horas olhando para monitores de computador ou TV;
  • Ter se submetido à cirurgia LASIK, na qual a secura pode durar até seis meses;
  • Mulheres em terapia de reposição hormonal;
  • Doença de pele ao redor da área dos olhos.

Tratamento para olhos secos

A maioria dos tratamentos para olhos secos visam hidratar, relubrificar os olhos ou até mesmo alterar a produção de lágrimas. Porém, algumas atitudes simples podem ser importantes:

  • Mantenha seu ambiente menos seco. Isso pode significar usar um umidificador.
  • Use óculos ou óculos de sol para proteger seus olhos do vento e da poeira quando estiver em um ambiente quente e seco.
  • Descanse os olhos fazendo intervalos regulares, se você passou longos períodos na frente de uma tela de computador ou celular.
  • Mantenha as pálpebras saudáveis. As pálpebras produzem a parte oleosa do filme lacrimal e, se ficarem inchadas ou inflamadas, podem fazer isso menos bem.
  • Se você usar maquiagem nos olhos, use removedores suaves e não esfregue as pálpebras. Troque o rímel regularmente e, se suas pálpebras ficarem inchadas ou doloridas, considere uma mudança de marca.

Tratamento com lágrimas artificiais 

Estes vêm como colírios e géis e geralmente são bons para aliviar os sintomas. No começo, você pode precisar usá-los a cada hora ou mais para melhorar os sintomas. Depois que os sintomas melhoram, você pode precisar usá-los apenas três ou quatro vezes por dia. Pode ser necessário usá-los regularmente para manter os sintomas afastados.

Outros tratamentos 

Lágrimas artificiais e pomadas calmantes funcionam bem na maioria dos casos. Outros tratamentos podem ser aconselhados por um especialista em casos graves. São eles:

  • Colírios ou comprimidos anti-inflamatórios;
  • Medicamentos para aumentar a produção de lágrimas pela glândula lacrimal;
  • Cirurgia para impedir que as lágrimas escorram;
  • Plugues temporários inseridos nos ductos lacrimais para impedir que as lágrimas se escoem;
  • Lentes ou óculos especiais são usados para tentar manter a umidade nos olhos.

O tratamento pode variar de tomar medicamentos prescritos até interrupção as atividades que causam a secura. Consulte sempre um oftalmologista para que o diagnóstico e o tratamento mais adequado seja realizado.

CONTATO

Av. Getúlio Vargas, 15, 7º andar – Bairro Funcionários, Belo Horizonte, MG – Cep: 30112-020


(31) 3283-9837

(31) 3283-9746

(31) 3283-9592

© Clínica de Olhos Vérdere.